Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/08/20 às 13h13 - Atualizado em 19/08/20 às 16h25

19/08

COMPARTILHAR

Correio Braziliense – Pró-Vítima volta a atender presencialmente; Saiba como ter acesso

A partir da próxima segunda-feira (24/8), os seis núcleos do Pró-Vítima serão reabertos para atendimento presencial em horário integral, das 9h às 18h. O programa, criado pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), visa oferecer atendimento psicológico e de assistência social voltado a vítimas de violência doméstica, intrafamiliar, psicológica, física, sexual e institucional, e a seus familiares.

 

Metrópoles – Núcleos do Pró-Vítima retomam atendimento presencial no DF a partir de 24/8

“Temos um aumento considerável de casos de violência contra crianças, adolescentes e mulheres durante a pandemia. Por isso, a necessidade desse atendimento social e psicológico para as vítimas. Faremos a retomada consciente e segura desse serviço, com um protocolo de segurança semelhante ao que adotamos nos postos do Na Hora e nos conselhos tutelares”, disse a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

 

Metrópoles- Na Hora marcada: Procon-DF só vai atender com agendamento em site

Os usuários dos postos de atendimento do Na Hora terão até esta quarta-feira (19/8) para serem atendidos pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF) sem agendamento prévio. A partir de quinta-feira (20/8), a agência atenderá apenas pessoas que marcaram um horário para atendimento no site do Na Hora.

 

Pelo Mundo – Núcleos do Pró-Vítima retomam atendimento presencial no DF voltam a funcionar

“Temos um aumento considerável de aumento de casos de violência contra crianças, adolescentes e mulheres durante a pandemia. Por isso, a necessidade desse atendimento social e psicológico para as vítimas de violência. Faremos a retomada consciente e segura desse serviço, com um protocolo de segurança semelhante ao que adotamos nos postos do Na Hora e conselhos tutelares”, explicou Passamani.

 

Blog da Cris- Pró-Vítima volta a funcionar em horário integral

“Temos um aumento considerável de casos de violência contra crianças, adolescentes e mulheres durante a pandemia. Por isso, a necessidade desse atendimento social e psicológico para as vítimas. Faremos a retomada consciente e segura desse serviço, com um protocolo de segurança semelhante ao que adotamos nos postos do Na Hora e nos conselhos tutelares”, disse a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

Leia também...