Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/02/19 às 17h46 - Atualizado em 7/02/19 às 17h00

As comunidades terapêuticas indicaram internos para realizarem cursos profissionalizantes

COMPARTILHAR

 

 

As comunidades terapêuticas, mantidas pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus/DF), indicaram 10 internos para realizarem cursos profissionalizantes na Escola Técnica de Ceilândia (ETC). As aulas terão início no próximo dia 11 de fevereiro e vão possibilitar a formação em marcenaria, operador de computador, programador WEB, assistente de Recursos Humanos e eletricista instalador predial de baixa Tensão.

 

Essa é uma proposta piloto da Sejus, por meio da Subsecretária de Enfrentamento às Drogas (Subed), e tem por objetivo oferecer capacitação profissional aos dependentes químicos para que sejam reinseridos na sociedade. Os alunos são das comunidades terapêuticas Missão Caverna de Adulão, Criação de Deus e Renovando a Vida, bem como o Grupo dos Narcóticos Anônimos

 

“Essa proposta piloto dá início a um trabalho de reinserção social para que, no futuro, esses alunos possam ter acesso ao mercado de trabalho e, dessa forma, não retornem ao mundo das drogas”, afirmou o subsecretário da Subed, Rodrigo Barbosa.

 

Os cursos são realizados de segunda a sexta e oferecem disciplinas específicas a cada formação, além de aulas complementares, como: cidadania, relações humanas, matemática aplicada, português, redação oficial, informática e empreendedorismo.