Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/07/19 às 14h34 - Atualizado em 26/07/19 às 14h37

Capacitação marca início das atividades da Semana Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

COMPARTILHAR

 

Com uma capacitação para servidores e membros do Comitê Distrital de Enfrentamento ao Tráfico de Seres Humanos, a Secretaria de Justiça e Cidadania, por meio da Subsecretaria de Apoio a Vítimas de Violência (Subav), deu início nesta sexta-feira (26/7) as comemorações alusivas à Semana Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que acontece de 6 a 9 de agosto.

 

O curso, realizado na sede da Subav, constou da exposição do III Plano Nacional de Enfrentamento de Tráfico de Pessoas, pela chefe da Divisão de Articulação da Rede e Gestão do Conselho Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Conatrap), do Ministério da Justiça, Andréia Maria de Oliveira Farias, da apresentação do Projeto Vez e Voz, por sua coordenadora no DF, Rosa Maria Silva Santos, dentre outras atividades.

 

O tráfico de pessoas é a terceira atividade ilícita mais lucrativa do mundo e só perde para o tráfico de drogas e de armas, segundo dados do relatório do Fundo das Nações para a População (FNUAP), apresentados pela Subsecretária. O número de vítimas, entre homens e mulheres, chega a 2,45 milhões. Deste total, 80 por cento são mulheres e meninas. Entre 600 mil e 800 mil são pessoas traficadas nas fronteiras ­internacionais.

 

A Subsecretária da Subav, Juciara Rodrigues, presente ao evento, destacou a importância da iniciativa, pois, segundo ela “o tráfico de pessoas ainda é um tema pouco debatido na sociedade. No entanto, para a prevenção e o enfrentamento dessa prática criminosa, que alicia pessoas e as destitui de seus direitos, é preciso dialogar, divulgar canais de comunicação e transmitir orientações seguras”.

 

Atividades

 

Durante a Semana Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, a Sejus promoverá várias ações, como diálogos com alunos/as do Ensino Médio em oito escolas da rede pública de ensino, situadas nas regiões administrativas do Paranoá, de Sobradinho, do Gama e do Recanto das Emas. A atividade acontecerá nos turnos matutino e vespertino contará com a participação de representantes do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos que atuam na área.

 

As ações previstas contam com a parceria da Secretaria de Estado de Educação do DF (SEE/DF), dos ministérios da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e do Projeto Vez e Voz. No Dia Mundial e Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, 30 de julho, haverá uma solenidade, das 15h às 17h, promovida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, que tratará sobre a Campanha Coração Azul, visando conscientizar a população sobre o tráfico de pessoas e promover mudanças para acabar com esse crime. A Subav participará da solenidade.

 

As medidas dão-se em atenção à Lei n. 13.344, de 6 de outubro de 2016, que instituiu o dia 30 julho como Dia Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e acontecem por meio da Subsecretaria de Apoio a Vítimas de Violência.

 

Projeto Vida e Voz

 

O Projeto Vida e Voz foi idealizado e desenvolvido a partir da reunião de esforços de alunos e ex-alunos da UnB, do Fórum de PLPs, do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e da Rede de Educação Cidadã no DF para capacitar jovens e prevenir o tráfico de pessoas. Voltado para alunos do ensino médio, tem como proposta central promover, a partir da metodologia de Paulo Freire de educação popular, a capacitação e o empoderamento de jovens e adolescentes para prevenir e conter o tráfico de pessoas.