Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/03/19 às 10h39 - Atualizado em 28/03/19 às 10h40

Ceilândia terá primeira unidade do Programa de Atendimento à Pessoa Idosa do Brasil

COMPARTILHAR

 

A primeira unidade do Programa Viver – Envelhecimento Ativo e Saudável será entregue à população do Distrito Federal em solenidade na próxima sexta-feira, dia 29, de 11 às 13h30. O programa disponibiliza cursos para a inclusão tecnológica, prevenção à saúde, educação financeira, direitos humanos e promoção da mobilidade física e mental, além de outras atividades.

 

A iniciativa foi possível por meio de parceria da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus-DF), através da Subsecretaria de Direitos Humanos, e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com execução da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI).

 

A primeira unidade do programa receberá a doação de oito computadores, oito webcams, projetor de imagem e impressora, que integrarão o 1º Telecentro de Atendimento à Pessoa Idosa do Brasil. A maior parte dos cursos são direcionados às pessoas idosas, mas o Programa prevê outras atividades com a participação da família e das outras gerações. As inscrições podem ser feitas a partir da sexta-feira (29), no Centro de Artes e Esportes Unificados.

 

Objetivo

 

O Programa Viver – Envelhecimento Ativo e Saudável, tem como foco inserir a pessoa idosa no contexto atual da ampliação das habilidades necessárias à qualidade de vida para um envelhecimento ativo, assim como a otimização de oportunidades para a inclusão digital e social do público idoso, favorecendo a sua participação na sociedade, sua autonomia e independência.

 

Para o secretário da Sejus, Gustavo Rocha, “a iniciativa é muito importante e coloca em prática o Estatuto do Idoso, que preconiza que o poder público deve criar oportunidades de acesso do idoso à educação, incluindo conteúdo relativo a avanços tecnológicos, para sua integração à vida moderna”.

 

Telecentro

 

O local escolhido para abrigar o programa foi o Centro de Artes e Esportes Unificados da Ceilândia – CEU DAS ARTES, localizado na QNR 02 – Ceilândia Norte. O CEU das Artes é vinculado à Sejus e tem como proposta reunir num mesmo espaço programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital, com o objetivo de promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social.

 

A região administrativa da Ceilândia, segundo estudo apresentado pela Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios – PDAD/2015, apresenta uma proporção de 18% de idosos em relação à população total do DF e é considerada umas das regiões com os mais altos índices de violência contra esse grupo etário.

 

Cooperação

 

Na ocasião, será assinada termo de Cooperação Técnica entre a Central Judicial do Idoso, Universidade do Envelhecer – UnB, Governo do Distrito Federal e SNDPI, com o objetivo de ofertar ações conjuntas nas áreas de educação, atendimento jurídico e direitos humanos/cidadania, com vistas à promoção do envelhecimento ativo, a melhoria da qualidade de vida e a valorização das pessoas idosas do Distrito Federal.