Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/04/20 às 9h17 - Atualizado em 1/04/20 às 9h18

Coronavírus: Procon e Sinepe defendem acordo sobre pagamento das mensalidades escolares

COMPARTILHAR

 

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF), vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) e o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe-DF) orientam aos pais sobre o pagamento das mensalidades escolares, no sentido de que procurem dialogar com as escolas, a fim de que seja encontrada uma solução favorável a ambas as partes.

 

A duas entidades alertam que o momento não é para cancelar matrícula e, sim, procurar alternativas. De acordo com o Procon, muitos pais têm cobrado a suspensão das mensalidades diante da interrupção das aulas presenciais. Por outro lado, a partir de abril, alguns colégios, segundo recomenda o Procon, poderão descontar 40% das mensalidades dos alunos que cursam período integral. Os pais também poderão optar por deixar como crédito para quando as aulas voltarem. O valor se refere aos gastos com alimentação.

 

A chamada aprendizagem não presencial, mediada pela internet para dar continuidade ao ensino, é sugerida pelo Sinepe. O sindicato informou que as escolas vão continuar pagando o mesmo valor por hora-aula aos professores que trabalharão nesse modelo. O sindicato também aconselha que os pais busquem a escola e construam junto a ela a melhor solução para ambas as partes.