Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/20 às 15h30 - Atualizado em 19/02/20 às 16h42

Espaços no Parque da Cidade são revitalizados em ato contra transfobia

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus-DF) realizou nesta terça-feira (18/02) o plantio de 20 ipês durante o IV Ato contra a Transfobia, no Parque da Cidade. Com o lema “Se plantarmos Respeito, Colheremos Amor”, a iniciativa é uma forma de revitalizar espaços que foram criados em homenagem às vítimas de violência LGBTfóbica e foi coordenada pela Subsecretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial da Sejus.

 

Com a iniciativa, o Jardim Marina Garlen agora conta com 80 mudas de ipê plantadas desde a 1ª edição do ato. O Espaço Dandara teve mesas e bancos pintados com as cores da bandeira trans. Na ocasião também foram prestadas homenagens a Fernanda Benvenutt, militante transexual brasileira dos direitos humanos LGBT, morta este ano, e a Marielle Franco, líder política defensora dos direitos humanos. A atividade faz parte do calendário de eventos alusivos ao Dia da Visibilidade Trans, celebrado no dia 29 de janeiro, denominado – “15 Dias de Ativismo Trans pela Visibilidade”.

 

Durante o evento, o subsecretário de Políticas de Direitos Humanos e Igualdade Racial, Juvenal Araújo, anunciou a elaboração de estudo para inserir mais opções de serviços pelo Canal 162, da Ouvidoria Geral do DF. “Em breve lançaremos o Disque Direitos Humanos por meio do Canal de Atendimento 162, para que possamos ter uma rede responsável para trabalhar e tratar as denúncias de vítimas de violência LGBT, população em situação de rua, idosos, pessoa com deficiência e intolerância religiosa ”, explicou.

 

O objetivo do evento no Parque da Cidade, segundo a coordenadora de Diversidade LGBT da Sejus, Paula Benett, é desconstruir preconceitos da sociedade. “E que essas mudas possam florescer e mostrar que a população trans não é invisível”, disse sobre o plantio de ipês.

 

Pacto – A Sejus aderiu no ano de 2019 ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência LGBTfóbica. Recentemente, a secretaria realizou cerimônia alusiva ao Dia Nacional da Visibilidade Trans com o intuito de ressaltar a importância da diversidade e o respeito ao movimento trans, representado por travestis e transexuais. Na ocasião, foi assinado o Termo de Compromisso com a portaria que normatiza o atendimento à população LGBTI dentro das unidades socioeducativas do DF.

 

Confira as fotos no Flickr da Sejus