Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/12/19 às 12h44 - Atualizado em 4/12/19 às 15h07

I Prêmio Direitos Humanos do DF reconhece ações de autoridades, cidadãos e organizações da sociedade civil

COMPARTILHAR

Foto Renato Alves – Agencia Brasilia

 

Autoridades do Judiciário, parlamentares, servidores públicos do GDF, organizações e representantes da sociedade civil estão entre os homenageados com o I Prêmio Direitos Humanos do Distrito Federal, entregue, nesta quarta-feira (4), pelo secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, e pelo governador Ibaneis Rocha, em cerimônia no Palácio do Buriti.

 

A premiação teve como objetivo identificar, reconhecer e divulgar boas práticas desenvolvidas por pessoas físicas e instituições nesta área. Foram 62 agraciados, entre personalidades e organizações, que receberam certificado e um troféu. Um dos homenageados foi o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli.

 

Ao dar início à solenidade de premiação, o secretário Gustavo Rocha reforçou a importância do trabalho promovido pelos agraciados e destacou que eles poderão incentivar outras ações para promoção e defesa dos direitos humanos.

 

“A ideia desse evento não é apenas homenagear, mas agradecer e, principalmente, incentivar outros trabalhos. Esse prêmio vai servir como multiplicador para que mais pessoas possam fazer o bem e construir uma sociedade melhor com liberdade religiosa, igualdade racial, sem violência de gênero e respeito às diferenças”, disse.

 

Na avaliação do governador, o Prêmio Direitos Humanos reconhece os resultados da união de esforços do Poder Público e da sociedade civil. “O governo sozinho não consegue acolher todas as pessoas. A gente precisa da associação com a sociedade civil ou não conseguiremos dar conta de tanta miséria e melhorar a vida da população. Gostaria de agradecer a disponibilidade física e intelectual de todos vocês no atendimento à comunidade”, disse aos homenageados. Citou ainda como uma prática modelo o evento Sejus Mais Perto do Cidadão, que uma vez por mês leva a prestação de diversos serviços públicos e ações de cidadania a uma cidade do DF.

 

Os homenageados foram definidos pela Comissão Organizadora e Julgadora da premiação, presidida pelo secretário Gustavo Rocha e composta ainda por outros integrantes da Sejus. Os critérios para a avaliação e seleção dos indicados incluíram histórico de atuação; importância e relevância social do trabalho; criatividade e originalidade das ações, projetos, programas; envolvimento da sociedade civil; inovação metodológica; e relação direta com temas de direitos humanos.

 

O Prêmio de Direitos Humanos do Distrito Federal foi instituído pelo Decreto nº 40.119 de 20 de Setembro de 2019. Trata-se de uma iniciativa do GDF concedido pela Secretaria de Justiça e Cidadania.