Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/06/20 às 16h05 - Atualizado em 4/06/20 às 16h05

Nota sobre caso de intolerância religiosa contra coordenadora da Sejus

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal repudia qualquer tipo de discriminação e preconceito religioso, e está acompanhando a situação que envolve a servidora, Adna Santos, referente aos áudios do representante de um órgão federal sobre sua religião de matriz africana.

 

Conhecida como mãe baiana, Adna Santos, desenvolve um importante trabalho como Coordenadora de Políticas de Promoção e Proteção da Diversidade Religiosa, da Subsecretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial (SUBDHIR/Sejus).

 

Esta coordenação é responsável por proporcionar e implementar ações de respeito ao livre exercício de crenças e liberdade religiosa à população do DF, combatendo a discriminação e promovendo a livre manifestação de crença.

 

Também faz parte da estrutura da Sejus o Comitê Distrital de Diversidade Religiosa (CDDR), um colegiado formado por representantes do governo e da sociedade civil que auxiliam na construção de políticas públicas voltadas para esta temática.