Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/12/19 às 18h23 - Atualizado em 30/12/19 às 18h23

Pesquisa vai mapear pessoas em situação de rua no DF

COMPARTILHAR

Foto: Agência Senado

 

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) planeja firmar uma parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP/DF) para realização de uma pesquisa populacional da pessoa em situação de rua no DF. A enquete possibilitará melhora na identificação, no acompanhamento e no atendimento a essas pessoas.  Atualmente há uma projeção, não oficial, de que são cerca de 3 mil pessoas em situação de rua no DF. A Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) é responsável pela assistência social dessas pessoas.
“A tarefa da Sejus é trabalhar com políticas públicas para a população de rua em parceira com a SEDES, com o objetivo de levar até elas, além da acolhida, a experiência da moradia. No momento em que a pessoa tiver residência e acompanhamento psicossocial, através do acolhimento da SEDES, poderemos desenvolver ainda mais as políticas públicas. O principal motivo que afeta a população em situação de rua é o desemprego, e uma das dificuldades em não conseguir um emprego é a ausência de uma moradia”, analisa o secretário da Sejus, Gustavo Rocha.
Também está na pauta da Sejus a reativação do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Nacional para População em Situação de Rua, em que entidades e órgãos do governo realizam o trabalho de avaliar e monitorar as políticas públicas voltadas para esta população.
Já o subsecretário de Direitos Humanos e Igualdade Racial da Sejus, Juvenal Araújo, avalia a importância da pesquisa a ser realizada em 2020 pela Sejus, lembrando que “o controle populacional vai coibir o acometimento de falsidade ideológica por aqueles que se passam por pessoas em situações de rua para receber doações”.