Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/11/19 às 12h16 - Atualizado em 6/11/19 às 12h17

Procon atua em defesa do consumidor no caso da transferência da final da Copa Libertadores

COMPARTILHAR

Foto: Divulgação

 

Diante da transferência da partida final da Copa Libertadores da América, no próximo dia 23/11, de Santiago, no Chile, para Lima, no Peru, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus/DF), através do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon), orienta às pessoas que já adquiriram ingressos e pagou hotel na capital chilena, que entrem em contato com as empresas, como as companhias aéreas ou agências de viagens, para tentar um acordo e transferir para Lima as passagens que já haviam sido emitidas para o Chile com esta finalidade.

 

O secretário da Sejus, Gustavo Rocha, alerta que os consumidores que já haviam comprado ingressos e pago hotel na capital chilena, têm direito a ingressar com ação na justiça para ressarcimento destes gastos. “Mesmo que seja por motivo de força maior, a Conmebol, entidade organizadora do evento, será considerada responsável pelos transtornos”.

 

O secretário orienta ainda ao torcedor que, caso ele não consiga resolver com as agências de viagens, que ele procure a ajuda do Procon.