Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/05/19 às 9h58 - Atualizado em 21/05/19 às 16h17

“RAPensando nas Escolas – Edição Ceilândia” vira tema de documentário

COMPARTILHAR

O projeto “RAPensando nas Escolas – Edição Ceilândia”, executado pela Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus-DF) e que utiliza a cultura Hip Hop como ferramenta pedagógica em 30 escolas públicas de Ceilândia, foi retratado em um documentário lançado, nesta segunda-feira (20), na Câmara Legislativa. Com o mesmo nome do projeto, o vídeo foi exibido no plenário com a presença de representantes da Subsecretaria de Enfrentamento às Drogas da Sejus, colaboradores dessa iniciativa, professores e alunos de escolas de Ceilândia.

 

Criado há cerca de 10 anos, o RAPensando nas Escolas alcançou, no último ano, cerca de 25 mil estudantes do ensino fundamental e médio de Ceilândia. O objetivo é utilizar a cultura Hip Hop para trabalhar temas como racismo, bullying, diversidade e violência doméstica, além de atuar para prevenir e combater o uso e o abuso de drogas. “O uso dessa linguagem facilita a comunicação com os estudantes. Com esse projeto, buscamos multiplicar a mensagem de prevenção às drogas e empoderar os jovens por meio do conhecimento, da crítica e do protagonismo”, explicou o subsecretário de Enfrentamento às Drogas, Rodrigo Barbosa.

 

Segundo o coordenador Sidnei Barreto, o projeto envolve a realização de palestras, a apresentação de rappers e de dançarinos de “break” – estilo de dança de rua, parte da cultura Hip Hop –, a realização de oficinas, entre outras atividades. Um dos participantes do projeto, Emerson Franco destacou o papel da cultura Hip Hop e da educação em sua trajetória pessoal: “Devo tudo ao Hip Hop e à educação. Só a educação gera igualdade social”.

 

O projeto é uma ação do Instituto Acesso, em parceria com a 14K Produções e o apoio das secretarias de Justiça e de Educação do Distrito Federal.

 

Com informações da Câmara Legislativa do DF.