Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/09/19 às 16h32 - Atualizado em 10/09/19 às 17h36

Representantes do Conselho de Defesa dos Direitos do Negro do DF tomam posse

COMPARTILHAR

 

Foram empossados nesta sexta-feira (6), em cerimônia no Palácio do Buriti, os novos membros do Conselho de Defesa dos Direitos do Negro do Distrito Federal (CDDN), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus/DF). O objetivo do conselho é combater a discriminação racial e assegurar os direitos da população negra, além de formular políticas públicas e receber denúncias que contrariam as políticas de igualdade racial, racismo e intolerância racial.

 

O conselho é formado por representantes da Sejus; da Secretaria Nacional de Promoção da Igualdade de Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; da Ordem dos Advogados do Brasil; da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Legislativa do DF e da Fundação Cultural Palmares. Além disso, conta com a participação da sociedade civil, com 12 representantes designados no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de quinta-feira, 4 de agosto. Tomaram posse 10 desses membros.

 

Para o subsecretário de Política de Direitos Humanos e de Igualdade Racial da Sejus, Juvenal Araújo, uma das maneiras de eliminar o racismo no Brasil é através de políticas públicas de promoção da igualdade racial de forma efetiva e permanente e esse é o papel do conselho.

 

“Vamos trabalhar juntos para que as políticas públicas sejam efetivadas. Em nosso país os negros são maioria populacional, mas ainda é uma minoria política. Com os conselheiros preparados e trazendo projetos, teremos muito trabalho a ser desenvolvido contra o racismo e a discriminação racial”, explicou.

 

Acesse as fotos da cerimônia no Flickr da SEJUS