Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/20 às 17h16 - Atualizado em 1/10/20 às 17h16

Secretária Marcela Passamani assina Termo de Cessão de terreno para construção de nova comunidade terapêutica

COMPARTILHAR

 

 

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) recebeu um terreno da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) para a construção da Comunidade Terapêutica Fazenda da Esperança, que vai atender e acolher dependentes químicos na zona rural de Ceilândia. A solenidade de assinatura do Termo de Cessão de Uso da área de 36 hectares ocorreu, nesta quinta-feira (1/10), no Palácio do Buriti, com a participação do governador Ibaneis Rocha, da secretária da Sejus, Marcela Passamani, e de outras autoridades do governo e representantes da Fazenda Esperança, executada pela Igreja Católica.

 

“Nosso compromisso é diário com luta para prevenção e combate ao uso de drogas. Realmente acreditamos na mudança do seres humanos e nesse tipo de acolhimento, que é capaz de transformar realidades e salvar pessoas do mundo das drogas”, afirmou Passamani.

 

Segundo a secretária, a construção dessa nova unidade, com recursos dos governos Federal e Distrital, representará um reforço no trabalho desenvolvido pela Sejus, responsável pela política de enfrentamento às drogas no DF. Atualmente, a pasta tem convênio com 12 Comunidades Terapêuticas e outras 26 são credenciadas junto ao Conselho de Políticas Sobre Drogas (CONEN). Esses espaços oferecem programas intensivos e estruturados gratuitos para auxiliar na recuperação da dependência química, por meio do acolhimento voluntário de usuários e dependentes de drogas.

 

Fazenda da Esperança: É a maior comunidade terapêutica da América Latina, com mais de 140 unidades, em 23 países. Desse total, 86 estão em funcionamento no Brasil, uma delas está localizada em Brazlândia (DF), onde é realizado o acolhimento de mulheres. O novo espaço que será construído na Ceilândia atenderá homens entre 18 e 59 anos que desejam livremente se recuperar da dependência do uso de drogas.