Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/01/19 às 17h53 - Atualizado em 1/02/19 às 10h14

Secretário de Justiça propõe melhorias em visita ao Procon

COMPARTILHAR

 

Foto: José Martins – Ascom/Sejus

 

O secretário de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, Gustavo Rocha, conheceu na manhã desta segunda-feira (28) as instalações da sede do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF), autarquia vinculada à Sejus-DF. Na visita, o diretor-geral do Procon, Marcelo Nascimento, apresentou a infraestrutura do prédio e explicou as funções e as rotinas administrativas de cada unidade do instituto.

 

A ideia do secretário de Justiça é conhecer a realidade de todos os órgãos vinculados à Sejus. A visita ao Procon faz parte de uma agenda positiva da pasta de visitar fisicamente as instalações desses locais, para identificar as dificuldades, oferecer soluções e apoio irrestrito da estrutura da secretaria. Na última sexta-feira (25), Gustavo Rocha visitou a Unidade de Internação do Recanto das Emas.

 

Hoje o secretário visitou as dependências da sede do Procon, pontuando mudanças para melhorar o trabalho e dar celeridade no atendimento ao público. De acordo com Gustavo Rocha, o quadro de pessoal deficitário causa preocupação porque dificulta o atendimento eficiente à população, deixando o cidadão muito tempo na fila. “A ideia é uma reformulação completa do Procon para que a gente possa dar ênfase na melhoria do atendimento. A gente vê aqui processos acumulados, desde 2013, sem a devida resposta ao consumidor. Essa rotina precisa mudar para que o consumidor tenha a resposta de sua manifestação o mais rápido possível”, defendeu o secretário.

 

Atualmente existem mais de 16 mil processos no Jurídico do Procon pendentes de análise e parecer. Somente no setor de Fiscalização, há quatro mil autos de infração aguardando liberação para serem remetidos ao Jurídico para análise e cálculo de penalidade. Os veículos de atendimento móvel necessitam de manutenção. O diretor-geral do Procon, Marcelo Nascimento, reconheceu a importância da atenção e do apoio da Sejus para garantir melhorias ao instituto. “Iniciamos uma gestão integrada entre Sejus e Procon.

 

Todo o trabalho será pensado de modo global, em pontos convergentes de ação: de que maneira o trabalho do Procon pode se somar ao trabalho da Sejus e a de todos os outros órgãos vinculados, e de que modo a secretaria pode garantir a infraestrutura para essa ação conjunta. Todos trabalhando em conjunto para prestar um serviço de qualidade à população”, explicou Marcelo. Para reestruturar o atendimento do Procon, e melhorar de imediato o serviço prestado para o consumidor, o secretário de Justiça, defende que o órgão precisa ser informatizado.

 

“Tornar digital o Procon, para que não haja necessidade de o atendimento ser feito presencialmente. Pensamos, no mínimo, a princípio, de o consumidor fazer a marcação on-line, e depois chegar só para o atendimento já pré-agendado”, afirmou.

 

Estrutura

 

Atualmente o Procon dispõe de nove postos de atendimento, fora a sede do órgão localizada no edifício Venâncio 2000. Seis desses postos funcionam dentro de Na Hora, também vinculado à Sejus. Gustavo Rocha pretende visitar os postos de atendimento pessoalmente para conhecer a realidade do local.