Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/08/19 às 17h13 - Atualizado em 6/08/19 às 17h13

Sejus busca parcerias com países desenvolvidos para aprimorar políticas públicas

COMPARTILHAR

 

Uma reunião envolvendo representantes da Secretaria de Justiça e Cidadania, através da Subsecretaria de Políticas de Direitos Humanos e Igualdade Racial, da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), representada por André Galvão e o Gerente de Negociações e Gestão de Parcerias com Países Desenvolvidos, Wófsi Yuri, teve como foco a busca de parcerias com países desenvolvidos para a realização conjunta de projetos e ações. O encontro deu-se na tarde de segunda-feira (05/08).

 

De acordo com o subsecretário de Direitos Humanos da Sejus, Juvenal Araújo, a subsecretaria vem trabalhando em cima de diagnósticos amplamente debatidos para que as políticas públicas sejam de fato implantadas e efetivas. Ele destacou a importância das parcerias.

 

“Queremos nos tornar referência em políticas vinculadas à nossa pasta, sejam elas racial; LGBT; povos tradicionais; diversidade religiosa ou população em situação de vulnerabilidade. Vamos desenvolver projetos e trocar experiências com os países desenvolvidos”, disse.

 

De acordo com André Galvão, da ABC, o objetivo maior é o fortalecimento institucional. “É agregar valor às políticas públicas que já existem”.

 

Segundo Juvenal Araújo, ainda este ano a subsecretaria fará um mapeamento das prioridades de cada setor e participará, com o apoio da ABC, de oficinas e visitas técnicas para o estreitamento das relações.

 

ABC

 

A Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores (MRE), foi criada em 1987 para coordenar, negociar, aprovar, acompanhar e avaliar, em âmbito nacional, os programas e ações da cooperação técnica e humanitária internacionais do Brasil, em parceria com governos estrangeiros ou com organismos internacionais, nas vertentes do Brasil para o exterior e do exterior para o Brasil.