Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/11/20 às 19h04 - Atualizado em 2/11/20 às 19h05

Sejus estima uma queda de 40% no número de visitantes em cemitérios do DF

COMPARTILHAR

 

O movimento nos cemitérios do Distrito Federal foi reduzido nesta segunda-feira (2), Dia de Finados, em comparação com os anos anteriores. De acordo com uma estimativa da Secretária de Justiça e Cidadania (Sejus), 300 mil pessoas estiveram nas seis unidades. A queda é de 40% em relação a 2019, que registrou uma média de 450 a 500 mil visitantes. Em meio a pandemia, o esquema de visitação foi alterado pela pasta.

 

“Hoje tivemos um Dia de Finados atípico, é o primeiro deste período de pandemia, em que muitas pessoas perderam seus entes queridos para essa doença. Por isso, o nosso objetivo foi garantir que os visitantes fossem aos cemitérios em segurança prestar as suas homenagens”, afirmou a secretária da pasta, Marcela Passamani.

 

Neste ano, a Secretaria reforçou as equipes com psicólogos e assistentes sociais nos cemitérios de Brazlândia, Planaltina, Asa Sul, Taguatinga, Ceilândia e Gama. Nestes espaços, fiscais também prestaram orientações sobre a Covid-19 e distribuíram 50 mil máscaras, item de uso obrigatório.

 

Ainda para evitar a proliferação do novo coronavírus, os visitantes tiveram que manter uma distância mínima de dois metros, e as entradas em grupos foram permitidas com até seis pessoas.

 

Durante os rituais religiosos, os visitantes também foram orientados a receber aconselhamento individual e a seguir as demais medidas sanitárias.

 

De acordo com a pasta, não houve distribuição de copos descartáveis nos cemitérios. Por isso, as pessoas precisaram levar a própria garrafa de água.

 

Vale destacar ainda que a limpeza dos banheiros foi realizada com uma frequência maior e não foram disponibilizados sanitários químicos, como ocorre em todos os anos.