Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/05/20 às 12h59 - Atualizado em 19/05/20 às 13h04

Sejus: reeducandos da Funap participam dos serviços de sinalização vertical nas ruas do DF

COMPARTILHAR

Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

 

Reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), participam da execução dos serviços de sinalização vertical realizado pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF). Nos primeiros quatro meses de 2020, foram realizados 49.411,07 metros quadrados de sinalização horizontal, além da revitalização de 10.558 lombadas, 416 faixas de pedestres, 11.402 vagas de estacionamento e 91 vagas específicas para motos.

 

As sinalizações horizontais são faixas e marcas feitas no pavimento com tinta reflexiva. Chapas, tubos e adesivos são adquiridos para a confecção da sinalização vertical, que são executadas pelos trabalhadores da Funap.

 

Funap

 

A Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap/DF) tem como principal finalidade contribuir para a inclusão e reintegração social das pessoas presas, proporcionando melhorias em suas condições de vida por meio da qualificação profissional e oportunidades de inserção no mercado de trabalho. Internamente, na Funap, encontram-se em funcionamento as oficinas de marcenaria, costura industrial, serralheria e práticas agrícolas.

 

A Funap também tem centrado esforços na busca por parcerias que ofertem cursos profissionalizantes, como as vagas do Pronatec Prisional, programa do Governo Federal com foco nas pessoas encarceradas. As parcerias também englobam entes públicos do Governo de Brasília e empresas do Sistema S, como SENAI, SENAC e SEBRAE.

 

Além da inserção no mercado de trabalho, a Funap promove a capacitação de detentos em cursos nas mais variadas áreas. Em 2019, foram abertas 12 turmas, sendo três para aulas de instalação e manutenção de ar condicionado; duas para pintor de parede; duas para eletricista; duas para pizzaiolo; uma para pedreiro; uma para cozinheiro; e uma para serralheiro.