Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/01/19 às 17h09 - Atualizado em 7/02/19 às 16h58

Sejus vai fortalecer ações de enfrentamento às drogas

COMPARTILHAR

 

 

 

 

A Sejus, por meio da Subsecretaria de Enfrentamento às Drogas (Subed), pretende atuar exaustivamente na prevenção e reinserção social dos dependentes químicos do Distrito Federal. O novo subsecretário Rodrigo Barbosa destacou nesta sexta-feira (18) as principais metas da pasta para os próximos anos. Entre as propostas, está a ampliação de projetos já vigentes e a criação de novas ações para o combate ao uso de drogas lícitas e ilícitas.

 

Com o trabalho dividido nos eixos de prevenção, tratamento e reinserção, a Sejus pretende concentrar os esforços em medidas mais emergenciais para os jovens, como a criação de campanhas educativas nas escolas, palestras e outros tipos de ações de conscientização para crianças e adolescentes do DF.

 

O projeto Ser Criança, responsável por produzir atividades artísticas com temas voltados para orientação e prevenção às drogas nas escolas públicas do DF, será uma das iniciativas que receberão investimento para ampliação. Segundo o subsecretário, o programa deve voltar à ativa em fevereiro, junto com o início das aulas.

 

Outra meta da Sejus é criar um centro integrado de avaliação do dependente químico. O projeto tem o objetivo de realizar uma triagem de avaliação do estado de saúde do usuário de drogas que voluntariamente procura atendimento. Lá, ele será encaminhado para as casas terapêuticas.

 

“Pretendemos que esses centros tenham médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos, terapeuta e nutricionistas. Logo após essa triagem, o paciente será encaminhado para uma das 13 comunidades terapêuticas que estão credenciadas junto à Sejus e ao GDF. É uma ação muito importante para a evolução do tratamento do dependente”, explicou Barbosa.

 

Na avaliação do secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, a questão do enfrentamento às drogas é emergencial e será uma das prioridades da nova gestão da Sejus, que atuará de forma ininterrupta para diminuir o número de dependentes químicos no DF.

 

“Todas as metas que fazem parte dessa temática são imediatas. Vamos ampliar nossa política antidrogas e fazer um trabalho contínuo para reduzir o número de usuários e desvincular os jovens desse universo”, destacou.

 

Outra ação da Sejus será a criação de parcerias com academias de jiu jitsu, judô e outras artes marciais para que crianças e adolescentes sejam incluídos na prática esportiva desde cedo. A ideia da pasta é trazer mais jovens para o esporte, prevenindo assim a entrada no mundo das drogas.