Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/09/19 às 17h05 - Atualizado em 17/09/19 às 17h05

Seminário aborda desafios nas políticas de enfrentamento às drogas

COMPARTILHAR

 

Ao participar da abertura do II Seminário de Enfrentamento às Drogas nas Escolas nesta terça-feira (17/09), o subsecretário de Enfrentamento às Drogas da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), Rodrigo Barbosa, fez uma reflexão acerca dos desafios encontrados nas políticas sobre drogas e de como a Sejus tem se empenhado para desenvolver um trabalho que atenda à população do DF. Ele citou o Programa Drogas: Prevenção e Ação como uma das diretrizes no eixo da prevenção.

 

O seminário faz parte da Semana de Prevenção ao Uso de Drogas no Distrito Federal, instituída pela lei Distrital nº 1.433, de 1997, para ser realizada na terceira semana do mês de setembro de cada ano. O seminário foi realizado no Centro Educacional Stella dos Cherubins Guimarães Trois, em Planaltina. A semana nas escolas conta com atividades educativas, de promoção de qualidade de vida, saúde mental e de fomento de uma cultura de paz sem drogas.

 

Seminário – Os dois primeiros painéis do evento abordaram a dependência química como uma questão de saúde. Helena Moura, médica psiquiatra e conselheira do Conselho de Políticas sobre Drogas do DF (Conen), ressaltou a importância de um trabalho sem preconceitos e sem estereótipos. “Estes acabam por rotular as reais necessidades que envolvem a dependência química, inclusive, no ambiente escolar”, disse.

 

Já Magda Patrícia de Castro, médica da Secretaria de Educação, tratou da relação entre drogas e adolescência com considerações acerca do Programa Saúde na Escola.

 

No mesmo local aconteceu palestra com orientações a pais de alunos e uma atividade em sala de aula com grupo de mútua ajuda narcóticos anônimos (NA).

 

O coordenador regional de ensino de Planaltina enfatizou a importância do trabalho em rede para o sucesso da educação e agradeceu a Sejus por levar o conhecimento até a escola.

 

Semana – As ações previstas para esta semana envolvem: capacitação a educadores e conselheiros tutelares, orientação sobre dependência química e saúde mental, atividade com cães farejadores, contação de história, apresentação de karatê e ginástica acrobática e orientação sobre situações de risco nas escolas.