Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/10/20 às 16h36 - Atualizado em 5/10/20 às 16h53

Sua Vida Vale Muito: Ação itinerante realiza mais de 600 atendimentos no Itapoã

COMPARTILHAR

 

 

A terceira edição do programa Sua Vida Vale Muito Itinerante foi concluída, nesse sábado (3), no Itapoã com 603 atendimentos e 266 pessoas beneficiadas durante os três dias da ação realizada pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). Os moradores tiveram acesso a médicos, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros profissionais voluntários mobilizados para atender gratuitamente na cidade. Uma novidade desta edição foi a inclusão do exame de vista na relação dos serviços oferecidos.

 

“A cada edição conseguimos ampliar os nossos serviços e a quantidade de pessoas atendidas. Esse é o nosso objetivo: cuidar daqueles que mais precisam”, ponderou a secretária da Sejus, Marcela Passamani, que esteve no local para acompanhar os atendimentos, conversar com as lideranças comunitárias e auxiliou, inclusive, na distribuição de máscaras para a população. Desde o início do programa, que já passou por duas cidades: Ceilândia e Sobradinho II, a Secretaria já realizou aproximadamente 1,4 mil atendimentos.

 

Esta é a principal ação da pasta para atender e orientar idosos e seus familiares sobre a Covid-19. Moradora do Itapoã há 16 anos, Etelvina Rosa de Sousa, 75 anos, aproveitou a oportunidade para ser atendida por um assistente social e médico. “Olha só que coisa boa: estou saindo daqui já com a receita para comprar remédios para a dor no meu joelho e na coluna. Consegui fazer a consulta rapidinho. Foi bom demais porque no hospital é mais difícil. Aqui, o médico está pertinho”, disse a idosa animada, após conversar com o clínico geral.

 

A estrutura montada no estacionamento da rua Larga, na quadra 49, do Del Lago I, chamava atenção de quem passava no local. Foi o caso da doméstica Rosana da Costa, 47 anos, que foi buscar toda a família para fazer os atendimentos no sábado. “É muito bom ter tudo isso tão perto de casa. Eu vim procurar nutricionista para o meu filho. Eu e meu marido também passamos pelo nutricionista, médico geral e fisioterapeuta. É uma oportunidade que a gente não tem no posto de saúde”, explicou Rosana, acompanhada pelo filho Marcos Antônio, de 7 anos, e o marido Nélio Santos, 39 anos.

 

Voluntários: No total, participaram do evento no Itapoã 28 profissionais, que foram convidados por outro programa da Sejus: o Voluntário em Ação. Entre os voluntários estava Gildilene Costa, técnica de enfermagem. Para ela, o trabalho voluntário significa um “momento de gratidão” e um “compromisso com a sociedade”. “É hora de devolver um pouco de dignidade para a população, já que todos nós estamos passando por momentos difíceis, mas tem gente que está em situações muito mais vulneráveis. Então, esse momento é ideal para a gente devolver um pouco de acolhimento e atenção”, diz.

 

Dos voluntários, 16 eram enfermeiros, 2 assistentes sociais, 2 psicólogos, 3 médicos, 2 nutricionistas, 2 massoterapeutas e 1 fisioterapeuta.