Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/08/20 às 18h38 - Atualizado em 26/08/20 às 13h32

Atendimento para idosos começa nesta quinta-feira na Praça dos Direitos da Ceilândia

COMPARTILHAR

 

 

A partir desta quinta-feira (27), serão oferecidos à população idosa da Ceilândia atendimentos médico, psicossocial e fisioterapia na Praça dos Direitos na QNN 13. A ação faz parte do Programa Sua Vida Vale Muito Itinerante, realizado pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) para atender pessoas com mais de 60 anos durante a pandemia da Covid-19. Os serviços ficarão no local até o dia 4 de setembro (exceto no domingo), das 9h às 17h.

 

A Ceilândia é a primeira cidade a receber o programa, que começou no último dia 21, no CEU das Artes, na QNR 02. Nesse endereço, o atendimento segue até sexta-feira (28). Segundo a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, outras Regiões Administrativas também serão beneficiadas. “Queremos estar próximos da população, levando nossos serviços até as cidades. A nossa meta é atender o maior número possível de idosos. É um trabalho de cuidado, atenção e acolhimento com essas pessoas que mais do que nunca precisam do nosso apoio”, explicou Passamani.

 

Para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, serão adotados todos os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias. Entre as medidas de segurança estão: a testagem prévia dos servidores, a desinfecção do local, o uso de máscaras e álcool em gel 70% e o distanciamento social.

 

Segunda fase

 

A ação itinerante é a segunda fase do Programa Sua Vida Vale Muito. A primeira foi a Hotelaria Solidária, que hospedou 300 idosos no Brasília Palace Hotel durante 90 dias, entre abril e julho. Nesse período, eles aprenderam a se proteger contra a Covid-19 e a importância de adquirir hábitos saudáveis no seu cotidiano.

 

Agora, além de acompanhá-los virtualmente por meio de grupos de WhatsApp, a Sejus pode oferecer em suas cidades serviços semelhantes aos que recebiam no hotel, contribuindo para volta à rotina desses idosos, que deixaram o hotel no dia 22 de julho.