Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/09/19 às 17h31 - Atualizado em 19/09/19 às 17h31

Setembro Amarelo: adolescentes plantam ipês no Parque da Cidade para promover reflexão sobre prevenção ao suicídio e valorização da vida

COMPARTILHAR

 

As ações de prevenção ao suicídio promovidas pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), por iniciativa do Programa DF Criança, continuam até o fim de setembro. Neste domingo (22), às 9h, será inaugurado o Jardim da Vida, no estacionamento 13 do Parque da Cidade, quando crianças e adolescentes da Casa da Criança Bartuíra de Ceilândia vão plantar 32 ipês amarelos para representar o número de pessoas que morrem por dia no Brasil vítimas de suicídio. A atividade faz parte da campanha “Setembro Amarelo – Vamos dar as Mãos?”, promovida pela Sejus, para conscientizar, informar, sensibilizar e promover a cultura de escuta/acolhimento diante do sofrimento psíquico de crianças e adolescentes.

 

Segundo o secretário de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, esta ação foi criada para que a sociedade possa refletir sobre a prevenção ao suicídio e a valorização da vida. “Precisamos abraçar, escutar e acolher as crianças e os adolescentes deprimidos e debater com responsabilidade a prevenção ao suicídio. Durante o mês de setembro trabalhamos para levar informação para as pessoas, e esse trabalho deve continuar durante todo o ano”, disse.

 

O jardim será plantado ao longo de um labirinto para mostrar que apesar das dificuldades da vida sempre existe uma saída. O projeto paisagístico foi desenvolvido pelo paisagista David Nehring e contou com a participação de Leila Herédia, vice-presidente da mantenedora do Centro de Valorização da Vida em Brasília, e da chefe do Programa DF Criança da Sejus, Lívia Magalhães.

 

O evento proporcionará também momentos de reflexão. Ao som de um piano amarelo, tocado pelo músico Rogério Resende, de outros instrumentos musicais, os participantes poderão refletir sobre a valorização da vida.

 

Além dessa ação, a campanha conta ainda com palestras nas escolas direcionadas aos profissionais e estudantes. Nas rodas de conversa, são abordados os temas de saúde mental e prevenção ao suicídio. Desde o início de setembro, já foram contempladas duas escolas públicas. Nesta quarta-feira (18), serão realizadas atividades com adolescentes do abrigo Lar São José da Ceilândia e, no dia 19, haverá uma palestra no Colégio Marista. Está prevista também para o dia 23 de setembro uma ação com os socioenducandos da unidade de internação de Santa Maria.

 

A campanha é informativa e visa sensibilizar a sociedade sobre as condições de crianças e adolescentes em sofrimento psíquico. Nas últimas décadas, observa-se um crescimento dos casos de suicídio no Brasil e os números são especialmente preocupantes entre jovens. O suicídio é, hoje, a quarta causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos no Brasil.

 

Serviço:

Horário: 9h
Local: Estacionamento 13, da Administração do Parque da Cidade, após a quadra de vôlei de praia.